23.4.08

Nairobi, Quénia.

O derradeiro jantar antes da indesejável partida rumo a casa, deixando para trás o imenso continente africano. Os últimos dias tinham sido passados numa Mombassa banhada pelo Índico e repleta de História Portuguesa. Dias em que a dieta alimentar fora constituída por peixe, bom peixe e outros espécimes, igualmente deliciosos, de fauna marítima. O corpo pedia carne. E a quem quer comer carne em Nairobi, é aconselhado participar numa orgia memorável. O local onde nos entregamos a tais prazeres carnais tem um nome sugestivo. Carnivore. Somos recebidos com simpatia e simplicidade e o serviço é exemplar. Contrariando as expectativas de conclusões que vieram, num ápice, a revelar-se precipitadas, no Carnivore não se vive o buliço e a azáfama de um rodízio, tal como o conhecemos. Pressa é coisa que não existe. O cenário é dantesco, com as mesas distribuídas em redor de um inferno de fogo crepitante onde por momentos julgamos ir expiar os nossos inúmeros pecados. Pois... e não é de carne que estamos a falar? Tranquilizemo-nos, que é de carne mas não da carne. De carne que um europeu não imagina um dia comer e que eu, para não entrar em detalhes que possam ferir susceptibilidades, me reservo ao direito de calar. Mais que uma lauda refeição, no Carnivore vivemos uma experiência única. E por todo o ambiente que nos rodeia, está longe de ser apenas gastronómica.

12 comentários:

Once In a While disse...

longe de ser apenas gastronómica? .. hum .. pois, acredito.
Há um hospital por perto, suponho ..

(risos)

José, o Alfredo disse...

Não vou pedir os pormenores escabrosos todos, mas diz-me: provaste gnu?

Mike disse...

Once, :)

Mike disse...

josé, como acho que sobre este assunto, contigo não há susceptibilidades por aí além de serem feridas, aqui vai: gnu, golungo, ongire, pacaça, zebra, búfalo, crocodilo e outras mais "normais". Curiosa a carne de crocodilo... branca, claro, ou não se tratasse de um peixe, mas a textura é a mesma do frango. Olha, é uma autêntica orgia carnal (mas gastronómica, que já há senhoras a pensar o contrário) ;).

cristina ribeiro disse...

Honni soit qui mal y pense :)

Mike disse...

Cristina... (risos).

Once In a While disse...

Ora, ora caro Mike que mente essa .. aquilo parece o padecimento nos quintos dos infernos .. referia-me às queimaduras evidentemente.
Mas, não deixa de ser curioso, o sorriso amarelo que lhe arranquei.

Mike disse...

Ah bem, Once... fico mais tranquilo. Eu que vejo sempre as coisas com uma inocência quase infantil, fiquei assim, de sorriso amarelado, sentindo um pudor reprimido por algo que tinha escrito inocentemente e acabara por ser percepcionado de forma diferente. Uff... este meu lado inocente que continua a atraiçoar-me...

Once In a While disse...

eu .. se visse sempre as coisas com uma inocencia infantil e tivesse de reprimir o meu pudor, não estaria nada tranquila ..

(risada) e bom fim-de-semana *

Mike disse...

(gargalhada)... um rapaz mente descaradamente e ainda se sujeita ao humor cáustico de uma sua (minha) comentadora... (risota).
Bom fim-de-semana Miss Once... (eu ainda rindo de mim).

av disse...

Ou "honni soit qui mal y mange", neste caso...
;)

Mike disse...

AV... :)

Arquivo do blog