9.5.09

Fuck!

Antigamente na Inglaterra as pessoas que não fossem da Família Real tinham que pedir autorização ao Rei para terem relações sexuais. Quando as pessoas queriam ter filhos, tinham que pedir consentimento ao Rei que então, ao permitir o coito, mandava entregar-lhes uma placa que deveria ser pendurada na porta de casa com a frase Fornication Under Consent of the King.

Isto a propósito de uma imagem que uma respeitável e respeitosa comentadora, disse ter dificuldade em interpretar. Depois de estarmos de acordo sobre confiança e auto-confiança, lembrei-me que esta palavra, de acordo com a lenda, remonta a tempos idos. A palavra não é bonita, diria mesmo que é reprovável, mas todos nós, nesta ou naquela circunstância e mesmo em silêncio, já a utilizámos.

18 comentários:

Luz disse...

Mike
Fiquei aqui pensando...
Se isso fosse no Brasil, a Família Real não faria outra coisa.
E se não dessem a tal autorização o povo os mandava ( essa palavra)! Risos

Mike disse...

(risos)
Lucia, :)

Grande Jóia disse...

Isto foi inventado pelo Mike...(risos). Bote aí a fonte pra gente acreditar....

ana v. disse...

Não estamos muito longe disto cá em Portugal... se o Sócrates te lê, estamos feitos!

(não conhecia a origem da palavra... fantástica!)

Mike disse...

GJ,
As fontes confirmam a origem da palavra no século XVI no Reino Unido. As mesmas fontes colocam ainda outra hipótese de origem que remonta ao mesmo século e ao mesmo reino, quando um soldado do British Imperial Army era diagnosticado com uma doença venérea: Force Unnatural Carnal Knowledge... FUCK. :O

Ana, o Sócrates tem mais com que se preocupar do que me ler... espero. ;)
Também achei curiosa esta explicação para a origem. :)

fugidia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
fugidia disse...

Hum...
Mister,
1. como não consigo colocar a bolinha vermelha para chamar a atenção dos espíritos mais sensíveis para o teor do meu comentário;
2. como o meu pirata diz que eu tenho qualquer coisa de germânico (humpfrt!) e, finalmente,
3. como é sempre bom variar (do italiano), aqui vai, em alemão:

Ich habe gelesen, dass irgendwo das Wort kommt aus der alten deutschen "fücken", was bedeutet, Schlagen oder Eindringen (dumpfen Gelächter).

:-)))


*
*
*
Pronto, com a bolinha, ainda que preta, para que o Mister não tenha que ir ao tradutor :-p

O (cá está ela, a bolinha...)

Li algures que o termo fuck vem do alemão antigo «fücken», que significa bater ou penetrar (risos abafados).

:-D

mike disse...

Io non sono molto convinto, Fugidia. Ma si tratta di dare un senso a penetrare, anche io credo che si. (risada abafada)
(Senza palla rossa) ;)

Luísa disse...

«...todos nós, nesta ou naquela circunstância e mesmo em silêncio, já a utilizámos», Mike? Eu, NUNCA!!!
P.S.: Minha querida Fugidia, se tem bolinha, exigimos tradução. ;-D

Mike disse...

Ups... pois, Luísa... há sempre uma excepção. Quando postava, pensei que a única pessoa que jamais terá utilizado esta palavra, mesmo em silêncio, é a Luísa. Devia ter feito essa ressalva, à partida. (sorriso envergonhado)

Grande Jóia disse...

Bem, se as fontes dizem e se a Fugidia traduz e se a Luísa censura e a Ana aprecia e a Luz que no Brasil seria uma ordem do povo...aceito!(risos)

JúliaML disse...

ri aqui com a dedução da Lucia que acho muito sábia!

(vai ver que será por isso que o temperamento dos ingleses tem a fama que tem)

Mike disse...

GJ, :)

Júlia, também me ri com o comentário da Lucia. :)

Marie Tourvel disse...

Autorização? Ora, ora, ora... ;)

Beijos e saudades, querido.

Mike disse...

(risada)
Marie, :)))

Helder Robalo disse...

Nem mais meu caro... Até o mais "santinho" dos seres ;)

Mike disse...

Pode crer, Helder. Um abraço.

ana v. disse...

Gira, a explicação. Inventaste, ou leste por aí? :-)

Arquivo do blog