21.5.09

Falei muito com ela, sim.

O choro dela ouvia-se na sala onde eu aguardava. A médica chamou-me com uma voz doce e tranquila enquanto a pousava no cambiador (nunca soube como dizer esta palavra em português). Aproximei-me devagar enquanto, com a mesma voz doce e tranquila, a médica lhe dava um sermão porque o choro não parava. Aproximei-me dela, uma bebé bonita, grande, morena e cheia de cabelo, com os olhos muito e invulgarmente abertos. Esta menina está muito irritada, pai, disse-me a médica. Mal comecei a falar, perguntando-lhe o que tanto a irritava, ela abriu ainda mais os olhos e parou de chorar, escutando-me com atenção. Deve ter falado muito com ela, atirou-me a médica com um sorriso. Respondi-lhe que sim, todos os dias. E continuo a falar, passados onze anos dessa noite do dia vinte e um de Maio, apesar de achar que às vezes ela, a minha mais nova, não me ouve. Ou já não me quer ouvir.

22 comentários:

fugidia disse...

:-)

(claro que quer, adora o pai...)

Beijos

Mike disse...

A sério, Fugidia? Quem diria... (risos)

JúliaML disse...

:-)

fugidia disse...

Sim, quem diria, que o pai é um diabinho... mas enfim ;-)
(risos)

Si disse...

O importante é nunca deixar de falar.
Tal como em bebé, processa a voz dos progenitores, só que, ao contrário desta altura, já sabe erguer as defesas racionais que lhe permitem reagir, não por instinto, mas calculadamente.
E fá-lo-à sempre que o conteúdo não lhe agrade, ou não esteja disposta a dar troco.
Pela experiência que tive com a minha, adivinha-se precocidade neste tipo de comportamento. Já são as hormonas em desalinho que comandam aquelas cabeças de vento.
Paciência, Mike, muita, firmeza, sobretudo e palavras, frases, comunicação em quantidades exageradas. Fica tudo gravado e ainda que não pareça, dará os seus frutos dentro de 3 ou 4 anos.
Acredite, vai no bom caminho...

Mike disse...

Júlia, :)))

O pai é um diabinho, Fugidia?... o pai é um anjo, menina. ;D

Acha Si? Mesmo? Hum... vou acreditar em si (claro... si... risos) para me sentir mais confortado. Dentro de 3 ou 4 anos fazemos um balanço, pode ser? :D

Si disse...

Bem, vou ter de o avisar que até fazerem efeito, os aninhos que se avizinham vão ser um pouco...eeer..como direi...controversos, um tudo nada exaltados, com alguns dramas pelo meio e tal, mas nada que não se resolva com muuuuuita paciência, firmeza e... diálogo!
Sempre próximo, Mike, sempre próximo e tudo correrá bem!!

Mike disse...

O problema, Si, é que eu creio que já passei por isso (a mais velha tem 24 anos) só que já não me lembrava. Agora parece que estou a voltar para escola... já viu isto? ;)

Si disse...

Ora, Mike, já dizia a minha mãe que os filhos são como os cinco dedos da mão. Todos diferentes! E mesmo os desafios da sua mais nova, serão concerteza, diferentes daqueles que a mais velha enfrentou, sendo que os de agora me parecem bem mais complicadinhos, não acha??
A minha vai fazer 18 e se ela voltasse a ter 11 agora, acho que tinha que redobrar a guarda!!
(Olhe que bela maneira de o descansar...:))

Mike disse...

Já não tenho unhas, Si. Todas ruidinhas... raios! Que bela amiga da onça me saiu a senhora... :)))

Teresa Ribeiro disse...

Aproveite, Mike que os onze anos dela não duram sempre. (É impressão minha ou tem um ranchito de filhos? Quantos são? Quatro?)

Mike disse...

São quatro, Teresa. Mas com as amigas e os amigos da mais velha, do mais velho e da mais nova, que o mais novo ainda não traz amigos, isto às vezes parece o filme dos 101 Dálmatas... ou a Pensão Estrelinha. Uff! ;)

LADY-BIRD, ANTITABÁGIKA, FÃ DO JOMI LOL E JÁ AGORA DOS NOSSOS AMIGOS ANTI-TECNOLOGIAS: MARCHANTE (se não existissem tinham que ser inventados) disse...

Mike, só aqui entre nós... que ninguém nos ouve: ela ouve o Pai, mas finge que não!
=P
Parabéns aos pais, e à "piquena"...que de ter um pai que é uma melga, está no bom caminho para santa! =)

beijinho

Mike disse...

(risada)
... "por ter um pai que é melga, está no bom caminho para santa"... santo sou eu, Lady Bird. (mais risos)

Luísa disse...

Meu querido Mike, chego atrasada para os parabéns à sua filhota, mas não chego para os parabéns ao excelente pai que sei que é. Pois a minha foi uma experiência muito traumatizante. Quando me puseram a recém-nascida ao colo, fitou-me com o seu olho preto esbugalhado e rompeu numa choradeira que me deixou de rastos. Mas com a minha irmã, que estava comigo e pegou logo nela, calou-se e toda se desfez em suspiros amorosos. Ainda hoje fico abalada quando me lembro desta desfeita. ;-D

Mike disse...

Ora, Luísa, a sua menina rompeu numa choradeira de felicidade ao ver a mãe. (muitos risos)
Só que a Luísa estava ainda meio abalada e não percebeu. ;D

Leonor disse...

Parabéns, Mike, texto excelente como já nos habituou.

Mike disse...

Obrigado, Leonor. :)

ana v. disse...

Atrasada para os parabéns, como sempre. Mas já sei que não me levas a mal, não é? E fico ainda mais perdoada se disser que te acho um pai muito "competente"... :-)

Grande Jóia disse...

Mike, chego atrasada mas a tempo de lhe dizer "Take that,man!"

As raparigas são a sua desgraça, pequenas ou grandes fazem de si o que querem ...(risos)
Parabéns à rapariga "grande" e ao "pequeno" que cohabita o grande Mike ...;)

Mike disse...

Uau, Ana!!! Achas-me mesmo "competente"? (muitos risos)
Obrigado, miúda. :)

Obrigado, GJ. Elas são mesmo a minha desgraça. E ainda bem, não? (risada)

Grande Jóia disse...

Sem qualquer dúvida. ;)

Arquivo do blog