14.9.09

Regras. Foram criadas para se seguirem, quebrarem ou serem ignoradas?

A semana passada habituei-me a vê-lo a atravessar o páteo da escola numa correria desenfreada de braços abertos e sorriso rasgado no rosto de menino, gritando até que o fôlego guardado no seu peito de criança esgotasse a palavra pai. Na sexta-feira, depois de uma semana atribulada em que a gestão do quotidiano roçou muitas vezes o insustentável, reservámo-nos ao direito de saborear um gelado e lá fomos, de mãos dadas, pela avenida acima, até ao café mais próximo, conversando sobre o dia de ambos. Interrompe-me, lambusado e ainda mais pegajoso.

Pai, hoje aprendemos regras.
A sério? e que regras foram essas?
Já não me lembro.
Como não te lembras? então não aprenderam regras?
Sim.
(Ar mais interessado no gelado).
Então diz-me lá algumas das regras.
Já te disse. Não me lembro.


Agrada-me saber que ele não se lembrava, mas a professora São encarregar-se-à de lhas recordar sempre que for oportuno e necessário. Este curto diálogo com o mais novo pôs-me a pensar em regras, principalmente o que fazemos com elas. Fui ensinado a seguir muitas delas e motivado a quebrar algumas, fazendo questão de não me esquecer que há sempre consequências, quer sejam as regras cumpridas ou quebradas. Jesus Cristo, por exemplo, quebrou uma mão cheia delas. Confesso que, por vezes, me esqueço de algumas. Ou será que as ignoro delibradamente? Resumindo, Um piratinha safado, este meu diabinho mais novo de 4 anos. Ou será um anjinho esquecido?

23 comentários:

fugidia disse...

(algumas regras é bom aprender e não esquecer...)

Patti disse...

Pois, pois...quem sai aos seus ...

Luz disse...

Mike,
num momento muito difícil da minha vida um médico me ensinou que regras foram criadas para serem revistas caso a caso.
E caso necessário devem ser esquecidas e quebradas sim!
Esse pequeno é sábio!!!
Beijinhos

Si disse...

As regras são feitas para existir, simplesmente.
E cada um, pelo seu livre arbítrio, terá de decidir se as segue, as quebra ou ignora, consciente de que, por cada decisão haverá a consequência correspondente.

Ana Mestre disse...

AS regras foram feitas para serem quebradas, tudo com conta, peso e medida , claro...;)))

mike disse...

Fugidia,

Algumas sim, estou de acordo. Mas há outras que... ;)

...................................

Patti,

Ele é um anjinho, portanto... (sorriso inocente) ;)

...................................

Luz,

Faz tempo...
Pois eu acho que esse médico tinha razão, sabia? :)

...................................

Si,

Não vejo como discordar. :)

...................................

Ana,

Ena, ena, isso é que é rebeldia... com conta peso e medida, claro. (risos)

cristina ribeiro disse...

Ponderar quando quebrá-las ou não. Já temos idade para isso, não? :)

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

O miúdo tem razão. Vai ter que respeitar tantas regras ao longo da vida, que qaunto mais tarde melhor-

Luísa disse...

É um anjinho esquecido, Mike, onde germina já a costela do diabinho consciente de que a palavra «dever» é uma das mais desagradáveis da língua portuguesa. ;-D

GJ disse...

As regras só são cumpridas quando as entendemos e aceitamos. O diabinho esquecido apenas tem de as ouvir as vezes necessárias para as interiorizar.
Mas se for pirata, é pedir ajuda à Fugidia;)

Mike disse...

Sim, Cristina, já vamos tendo idade para isso. Mas o "piratinha" não. (risos)

...................................

eh eh eh... Carlos, pelos vistos há mais rebeldes do que eu pensava. (risos)

...................................

Luísa,

Fico bem mais tranquilo e é reconfortante conhecer a sua conclusão. ;)
Mas, claro, não podia deixar de dar a sua alfinetada, certo? (risada)

...................................

GJ,

Talvez seja isso. É que há algumas que não entendo e outras que não aceito. Preferia que fossem mudadas. Se calhar o diabinho (diabinho? mas eu não disse anjinho?) acha o mesmo. ;)

Creio que vou seguir o seu conselho. A Fugidia é que percebe de piratas, não é? (risota)

GJ disse...

Fugidia tem o problema do meo, mas ela deve arranjar espaço para o teo...

fugidia disse...

Gj,
o júnior piratinha é canja: quem dá trabalho é o sénior armado em anjinho :-D

Mike disse...

(gargalhada)
Não consigo parar de rir, GJ... :)))

...................................

Fugidia,

(... silêncio pensativo...)

fugidia disse...

Mister,

(... silêncio esforçado...)

L. Rodrigues disse...

As regras foram criadas para as crianças. E para quem não consegue ultrapassar esse estágio que num caso ou noutro, num momento ou noutro, acabamos por ser nós todos.

Dulce Braga disse...

Para que convivamos melhor com outros seres humanos e com o planeta em geral, algumas não podem nem devem ser quebradas....MASSSSSS...outras há que dão um prazer e uma leveza enorme qdo as jogamos fora de nós. E qdo isso acontece depois dos 50 aninhos? Nem te conto o que sabor que tem...!!!!:))

Mike disse...

L., bem vindom meu caro. És um rebelde! :)
Abraço.

...................................

Dulce,

Mas o que é que se está a passar? Afinal os meus comentadores são todos rebeldes e adoram quebrar regras? ;D
Depois dos 50, hein? Estou quase, quase lá... mais uns mesitos paraconhecer esse sabor?... será a maboque? (muitos risos)

Anónimo disse...

Mike,
Não me preocupava pelo seu "diabinho" não se lembrar naquele momento das regras que aprendeu. Estava mais concentrado em saborear o gelado e estar com o pai (não teria sido já uma regra quebrada...?)
O pai não seguiu umas, quebrou outras e ignorou tantas?
Pois eu fiz e faço isso! E aos meus filhos só lhes peço "gozem mas sempre com a cabeça entre as orelhas".
Um beijinho
BACOUCA

Mike disse...

Pois... anónimo Bacouca (risos). Acho que tem razão, mas aquele gelado não representou propriamente um quebrar de regras. E o que diz aos seus filhos (quem sou para achar o que quer que seja?) é muito bem dito. :)

ana v. disse...

"Ai que prazer, não cumprir um dever!"
Quem disse isto foi o homem mais ajuizado e sorumbático que existiu... quem sou eu para contradizê-lo??

As regras são feitas para dar ainda mais valor às excepções. E o teu piratinha já intuíu isso, porque é esperto que se farta!
:-)

mike disse...

Hum... esperto demais para 4 anos, o pirata. ;)

Lisa Nunes disse...

Sou contra-regras.
Mas se temos de seguí-las, como não fazê-lo?
Definitivamente... eu acho que nasci da 'pá virada'. E se eu pudesse escolher.. juro que faria
questão de inventá-las a cada dia.
1 beijo maiúsculo

Arquivo do blog