15.9.09

O que é nacional é bom (XIII)

Adoptou a nacionalidade francesa e foi condecorada pelo Governo Francês com o Gran Prix National des Arts, tendo sido a primeira mulher a quem a condecoração foi atribuída. A extensa obra de Vieira da Silva é reconhecida nos quatro cantos do mundo. Já não é viva, é boa e para mim é portuguesa.

16 comentários:

cristina ribeiro disse...

Claro que é. Boa e portuguesa.

Mike disse...

Cristina, :)

ana v. disse...

Gosto muito da obra dela. E este quadro que ilustra o teu post - la bibliothèque en feu - é um dos meus preferidos.

Mike disse...

E está aqui porque é um dos meus preferidos também, Ana. :)

Luísa disse...

Uma boa escolha, Mike, como sempre. :-)

Mike disse...

Obrigado, Luísa. :)

GJ disse...

Muito bom, claro.

mike disse...

GJ, :)

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Gosto muito de Vieira da Silva. Portuguesa para sempre, apesar de o país a ter maltratado.

mike disse...

É bem verdade, Carlos.

Anónimo disse...

Mike,
Mais um nacional, que só lhe foi reconhecido o seu valor, fora da mesquinhez portuga. Tudo o que sai da vulgaridade dá cá uma "comichão" aos nossos conterraneos...
Depois partem são reconhecidos e dizemos todos ufanos: é português!
Ora marda.....!
Um beijinho
BACOUCA

Mike disse...

Ui!... o pior é que, em muitos casos, é verdade, Bacouca. :/

Lisa Nunes disse...

É bom sim. Ela me lembra uma colcha de retalhos. bjos

Mike disse...

Gosto muito de Vieira da Silva. E este quadro é um dos meus favoritos. :)

JúliaML disse...

MUITO BOM!

Mike disse...

Júlia, :)

Arquivo do blog