10.11.08

Porque hoje é Pirmadienis.

As minhas actrizes favoritas:

Ingrid Bergman

18 comentários:

fugidia disse...

:-)
Bom, tenho de dizer que gosto dela e que é muito, muito, muito bonita.
:-)

(vá lá, esta segunda-feira o Mister está em sintonia com a Ana)
:-p

JúliaML disse...

ela é perfeita!

e sem maquilhagem!

Mike disse...

Fugidia, a Ingrid Bergman só está aqui à sexta-feira porque é bonita, ora. :P

Perfeita, Júlia? Perfeito sou eu. Ela é maravilhosa. :-)

Paulo Cunha Porto disse...

Mas esta até era boa actriz, para além da carnalidade apetitosa. E autora de uma frase que demonstra grande escrúpulo profissional: no «Casablanca, como o argumento ia sendo escrito à medida que se filmava, por causa das hesitações entre Rick e o Marido, terá pedido "por favor, digam-me por quem é que tenho de me apaixonar". Não lhe disseram e o resultado ambíguo é o sal do filme.
Abraço

cristina ribeiro disse...

Continue nesta senda, Mike :)

Mike disse...

"... para além da carnalidade apetitosa". Caro Paulo, com essa frase não deixas margem para dúvidas. E essa história sobre Casablanca é deliciosa.
Abraço.

Ah, Cristina. Só trarei aqui as minhas actrizes favoritas. As minhas... (risos)
Espero que uma parte delas seja coincidente com a sua preferência. :-)

ana v. disse...

Assim está bem... embora eu ache que ela era sobretudo uma actriz maravilhosa. Bonita, claro, mas sem grande sal. Vá lá, batam-me...

Paulo, onde vês tu alguma dúvida ou ambiguidade em quem era a paixão dela no Casablanca???? O marido seria estima, respeito, admiração, obrigação, o que quiseres... mas paixão não era, com certeza!

corine disse...

LIIIIIIIIIINDA!!!!

bravo mike

Mike disse...

Assim está bem, Ana? Mas a menina agora deu em desconversar, foi?
aiiiii... (risos)

Obrigado, Corine. :-)
É linda, é uma belíssima actriz, é uma das minhas favoritas.

Anónimo disse...

Como jovem actriz, desafiadora, re cusou arranjar os dentes ou a depilação das sobrancelhas,e não queria maquilhagem. Fez a sua estreia ainda na Escola d Arte Dramática de Estocolmo, com o filme "Intermezzo". O filme atraíu a atenção de Selznick, que a levou para Hollywood para um remake do mesmo filme,desta vez com Leslie Howard. Ganhou o primeiro Oscar pelo desempenho no filme "Gaslight". A notícia de que trocara o marido por Rossellini fez com que Hollywood a banisse dos filmes durante sete anos, mas continuou a trabalhar na Europa. Teve um regresso triunfante, em 1956, quando ganhou o segundo Oscar com o seu papel em "Anastasia". Depois disso, ganhou outro Oscar como melhor actriz secundária, com "Murder on the Orient Express", e teve ainda sucesso com "Autumn Sonata". Morreu em 1982, com 67 anos.
Esta é uma pequena contribuição, Mike, porque Ingrid Bergman é uma das minhas actrizes favoritas. Boa Escolha!

Mike disse...

Muito obrigado, caro Anónimo, pela sua preciosa contribuição, que de pequena não tem nada.
Abraço.

Luísa disse...

Concedo, Mike, que era uma senhora com uma plástica cuidada e uma presença forte diante das câmaras. Mas volto para a Porta do Vento.
;-)

Paulo Cunha Porto disse...

Querida Ana,
mas isso só se torna visível para o final do filme. Antes, há margem de indefinição, pese à Paris que eles sempre teriam...
Beijinho

fugidia disse...

Pronto, não saímos daqui...
Hei, Mister, acorde!
:-p

Anónimo disse...

Sorry, deiei-me embalar...

Anónimo disse...

Queria dizer deixei-me

ana v. disse...

Pontos de vista, Paulo...
Eu acho que ela sempre gostou do Rick, mesmo antes. Lealdade e admiração não são o mesmo que paixão, meu amigo...

Mike disse...

A Luísa, está visto, é antes quebrar que torcer. (risos)
Está bem, pronto, volte lá para a Porta do Vento, que às segundas-feiras é mais vendaval. ;D

Paulo e Ana, desta vez não desempatarei. Têm os dois razão.
:-)

Havemos de sair, Fugidia, quando voltar de Amsterdão. Ou mesmo antes disso. Hei, menina, eu acordei bem cedo. :-)

Não tem que se desculpar caro Anónimo. Deixou-se embalar e fez muito bem. :-)

Arquivo do blog