12.11.08

Em Amsterdão não há frangos como os nossos.


As lides profissionais levaram-me a Amsterdão, esperando-me batalhas que por sabê-las leais, a elas me entrego com uma convicção inabalável. Amsterdão é uma cidade que gosto de rever. Pacata, ordeira e ordenada, onde tudo parece funcionar e bem. Se dependesse apenas de mim não sairia daqui. Quero ficar, não quero voltar. Encontrei-a sombria, sem surpresa. E revejo um povo jovem, bonito, sorridente, culto e de bem com a vida, mesmo debaixo da chuva miudinha, e pedalando as suas bicicletas apesar do frio que já se faz sentir nas margens do rio Amstel. Esquecera o que mais me tinha agradado quando, há uns anos atrás, visitara a capital dos Países-Baixos. O silêncio. A cidade é silenciosa, muito contribuindo para isso, para além do civismo, o meio locomotor que os que lá habitam utilizam. Apetece-me dar-lhes os parabéns. Exceptuando o clima, não encontro defeitos. Encontrei um, para meu gáudio. Ainda não vi frangos assados como os nossos, como os da Valenciana. E fiquei a pensar, com os botões do meu sobretudo, se a oportunidade não me está a bater à porta em cada rosto sorridente de muitas das esbeltas e belas mulheres com quem me cruzo. Virar frangos pode muito bem ser a minha sina, porquê contrariá-la? E Amsterdão tem, aparentemente, tudo para que o virar dos frangos se adivinhe um bem sucedido empreedimento. Consigo sonhar com o letreiro luminoso à porta do estabelecimento, Mike’s Kippen. E imaginar os holandeses a salivar com o cheirinho gostoso dos frangos a assar. Para já viverei esta magnífica cidade, depois logo se vê. Há que viver o dia de hoje. Amanhã é outro dia.

20 comentários:

fugidia disse...

:-)))

Eu adoro a Holanda e, claro, Amsterdão.
E impressiona-me a quantidade de bicicletas, apesar do tempo e mais: o facto de elas serem por todos usadas. Reparou que cada pessoa leva uma bicicleta para um local, quando sai leva outra, e por aí adiante?

Sim, as palavras são «beleza», «civismo», «silêncio»... (pelos vistos, em breve, será acrescentado cheiro a frangos... lol)
:-)

JúliaML disse...

tenho vários amigos holandeses. são muito simpáticos mas muito miudinhos. trabalhar com eles é um horror.

**** disse...

Não querendo desconversar, mas duvido que conseguisse licença para abrir o seu Mike's Kippen.
A poluição que faz uma churrasqueira não é coisa que eles por lá queiram.

Preferem vitrines com frangas menos poluentes (:

Corine disse...

não conheço...

já tinha imensa vontade, agora bastante mais.

juntar uns trocos, quem sabe...

José, o Alfredo disse...

Poluição, os frangos? Então que dizer de um McDonald's? Se até alemães deixam entrar, não hão-de deixar o Mike montar o Kippen? Quando for preciso alguém para o segundo turno de virar os frangos, ou para pincelar o picante, ou para perguntar se é com batata grande ou média, conta comigo.

Paulo Cunha Porto disse...

Meu Caro Mike,
de frangos em Amesterdão, nada posso dizer. Mas não há uma zona Vermelha, célebre por umas frangas?
Abraço

Mike disse...

Cheiro a frangos não, Fugidia. Cheirinho aos melhores frangos. :-)

Esses seus amigos devem ter uma costela belga, Júlia. Os que eu conheço são cool para trabalhar. Exigentes, rigorosos e profissionais, mas prefiro assim.
:-)

Tenho que poderar duas opções ****.
Ou arranjo um sistema anti-poluente, ou monto a Mike's Kippen numa zona da cidade onde "outros fumos" já existam. (risos)
Pensando bem, eles quererão lá saber da poluição quando sentirem o cheiro dos meus frangos assados... :-)

Vale a pena, Corine. A sério! Junte uns trocos e venha daí. :-)

Grande José! Para além de reafirmares a confiança no negócio, ainda me dás razões fortes para não temer as questões ambientais. Isso é que é falar!

Há sim senhor, caro Paulo. Mas este teu amigo não está a pensar em fazer concorrência a essas frangas. Antes alimentá-las com deliciosos frangos.
Abraço.

cristina ribeiro disse...

Holanda, Mike? É bom ir- gosto- mas voltar alguns dias depois :)

( nem de propósito: telefonou a semana passada um amigo holandês a pedir que lhe procuremos uma casa porque quer vir para Portugal)

Mike disse...

Ó Cristina é bom vir e já não voltar. E o seu amigo holandês deve estar quase a entrar na reforma. Como eu o entendo, uma coisa é ter uma casa em Portugal e outra é lá viver... ;-)
Reforma e futuro... um assunto abordado a hora de almoço e que será, sem dúvida conteúdo de um post. :-)

JúliaML disse...

que enjoo,Mike, já cheira aqui a gordura
brrrr

Teresa Ribeiro (cf) disse...

Oh, Mike, o cheirinho dos frangos da Valenciana - os melhores de Lisboa - é muito invasivo para um local tão cool como Amesterdão...

JúliaML disse...

tive 5 colegas holandeses, Mike, ninguém gosta deles. porque será?

Mike disse...

Ó Júlia, a menina não avança no caminho lá para os seus lados e vem-me empurrar aqui no meu canto? (risos)
Ninguém gosta deles porque têm razão para não gostarem, ora. Mas os holandeses são boa gente. :-)

Teresa, quando ficar rico, conversamos. ;-)
Também saberei ser cool a virar frangos. (risos)

ana v. disse...

Frangas têm eles com fartura, é verdade. Mas concordo: faltam-lhes os frangos da Valenciana, os melhores do mundo!

É uma bela cidade, sim. Mas não é tudo cultura, Mike... grande parte do lixo televisivo vem de lá.

Luísa disse...

Não sei se esses quase-«nórdicos» não serão gente demasiado asséptica para os nossos frangos de culto, Mike. Mas talvez não. Ao contrário da Júlia, não tenho má impressão dos holandeses… ou, mais concretamente, de um holandês… ;-D

Mike disse...

Ana, então a menina também é apreciadora dos famosos frangos...
É verdade que grande parte do lixo televisivo vem da Holanda, mas esse lixo só consome quem quer, certo? :-)

Talvez não sejam, Luísa. E folgo em saber que tem boa impressão dos holandeses, ou pelo menos de um deles... ;D
(Sorriso cusca no canto do lábio)

Leonor disse...

Também gosto de Amesterdão mas sei que não conseguiria lá viver.

Mike disse...

Conseguia, Leonor... conseguia... (risos)

Nuno Castelo-Branco disse...

E já viu bem a sugestiva posição que é a do franco no churrasco...? ehehehehehehe

Nuno Castelo-Branco disse...

Digo, frango no churrasco...

Arquivo do blog