1.2.10

Porque hoje é segunda-feira, os meus filmes.



Pulp Fiction

(Hoje deixo duas cenas apesar de, para mim, a cena do breakfast ser uma das que melhor define Pulp Fiction. Em respeito de quem tem manifestado relutância à violência, o lado mais light e fun do filme, na memorável e inesquecível dance scene).

15 comentários:

Patti disse...

Engraçado, o John Travolta é o meu actor preferido há muitos anos e nada tem a ver com os sucessos do Grease ou do SNF, simplesmente o acho extraordinariamente fora de série, mas nunca vi este filme.

Luísa disse...

Mike, tal como a Patti, também gosto imenso do John Travolta, depois que renasceu das cinzas em que o deixou a febre de Sábado à noite. Mas tenho uma manifesta relutância à violência… e por essa e outras, ao Tarentino. Não vi, nem prometo ver. ;-D

mike disse...

Patti,

Se é fã do John Travolta, aconselho-a a ver Pulp Fiction, o filme que, segundo dizem, o reabilitou para outros (grandes) papéis.

mike disse...

Luísa,

Se promete não ver, eu confio. (risos)
Mas olhe que é pena, porque é um filme fantástico. Ora dê lá uma olhada na cena do breakfast... ou melhor, deixe lá isso... ;D

cristina ribeiro disse...

Eu sou a terceira, depois da Patti, e da Luísa, a dizer que não vi. Já vi que o Mike considera isso uma falta imperdoável :)

fugidia disse...

Bom,
eu vi e adorei (não obstante algumas cenas violentas) :-)

O melhor papel do Travolta, sem dúvida.
A cena da dança é uma das que mais gosto.
A banda sonora é... fantástica!
:-D

mike disse...

Não senhora, Cristina.

Não considero falta nenhuma e pelo que vou conhecendo, apesar de o considerar um dos meus filmes, algo me diz que não gostará dele. E isso não é discutível. ;)

...................................

Fugidia,

O Pulp Fiction é isso tudo, mesmo. :)

bacouca disse...

Mike,
Vai-me riscar da sua lista pois não vi "Casablanca", e neste adormeci!!!Juro. O Vabenne e os meus filhotes ainda hoje quando se fala do filme, acham que é algo de extraordinário: dormir num filme destes e numa sala de cinema.
Xi

mike disse...

Bacouca,

Dou-lhe mais uma hipótese, vá. (risos)
Faça um favor a si própria: veja Casablanca e tome comprimidos para a manter acordada, mas veja Pulp Fiction. ;)
Um xi. (só mais uma chance, ok?) :D

ana v. disse...

Foi o primeiro Tarentino que vi e custou-me a engolir a violência, que detesto ver. Mas é um excelente filme. E também gosto do Travolta como actor, embora não seja um dos meus eleitos. Depois desse vi o deste ano e achei o mesmo: um bom filme, mas violento de mais para o meu gosto. Valeu o actor alemão, que é super-hiper-extraordinário e está nomeado para o Óscar, como não podia deixar de ser.

mike disse...

Ana,

Realmente o filme não é pera doce no que diz respeito a violência, mas é cá um filme... :)

L. Rodrigues disse...

Não concordo com a insistência de que este filme é violento. Não é por haver uns miolos espalhados aqui e ali que um filme é violento.

Cães Danados, o primeiro de Tarantino, é dez vezes mais violento. Porquê? Porque a violência é fria, crua, sem humor nem surpresa.

Em Pulp Fiction é apenas um elemento de um grande divertimento, que é o que eu acho que este filme é.

Kill Bill, cheio de cabeças cortadas e mortes espectaculares, é a mesma coisa, mas nesse caso pouco mais do que um desenho animado.

mike disse...

L.,

O teu ponto de vista é totalmente coincidente com o meu, apesar de se poder considerar que a violência, nestes casos estar envolta em subjectividade. E continuo a concordar contigo sobre os outros 2 filmes que mencionas. Aliás, Reservoir Dogs é um dos que aqui figurarão, apesar de, até eu, o considerar violento. Mas é um grande filme. Abraço.

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Vi e achei um bom filme, mas não recomendo a ninguém. Demasiado violento para o meu gosto...

mike disse...

Carlos,

A violência neste filme, de facto, perturba algumas pessoas. Não posso dizer que se isso se passe comigo e gostei muito do filme. Um abraço.

Arquivo do blog