31.7.08

31 de Julho. Mais um “Dia Mundial”.

Para algumas pessoas é raro, para outras frequente. Para umas pessoas é rápido, para outras demorado. Para algumas pessoas manifesta-se ruidosamente, para outras silenciosamente. Por vezes é solitário, outras vezes acompanhado. Para alguns é precoce e não partilhado, para outros é retribuído. Pode ser múltiplo ou unitário, espontâneo ou simultâneo. Origina um grande prazer, ao qual se segue um período de relaxamento por culpa da libertação da prolactina, além da redução temporária das actividades do cortex cerebral (esta parte desculpabiliza os homens por algumas inverdades ditas no momento). E deve ser muito importante, para haver um dia mundial a celebrá-lo. Do que se haviam de lembrar!

23 comentários:

ana v. disse...

Parece que nos lembrámos de comentar o mesmo disparate deste "dia de"! Mas a abordagem aqui está mais séria, ainda assim...
:)

mike disse...

(risos)
Ana, vou ver que ventania aprontou lá para os seus lados, à conta do dia 31... (mais risos)

José, o Alfredo disse...

Espero que amanhã seja o Dia Mundial do Cigarro. O estranho é o Dia da Criança calhar a 1 de Junho. Contas maradas ou inseminação artificial?

mike disse...

Muito bem observado, José. E ontem devia ter sido o dia mundial do whisky, certo?

Corine disse...

pois também o meu blog não deixou este dia passar despercebido.

e como já disseram aqui, esta sua abordagem é bem mais completa.

JúliaML disse...

eu fiquei estupefacta foi com a definição de orgasmo que eles dão :-))

ana v. disse...

O comentário do José está impagável!
(o dia mundial do cigarro já não celebro, mas há sempre o do chocolate, para o mesmo efeito...)
:)

cristina ribeiro disse...

Realmente,"do que haviam de se lembrar" :) :)

mike disse...

Obrigado, Corine. É muito simpático da sua parte. Hei-de ir espreitar a sua abordagem... :)

mike disse...

Eles quem, Júlia? (risos)

mike disse...

Ana, o que eu me ri com o comentário do José... :)

mike disse...

Pois, Cristina... :)

fugidia disse...

Acho bem, ora!
Faz tão bem à saúde...
(risos provocadores)
:-)))

mike disse...

Realmente, sob esse ponto de vista, porque não? (risos)

José, o Alfredo disse...

O problema com esses comentários elogiosos, vindos das mulheres, nunca se sabe se não estão a fingir.

José, o Alfredo disse...

é que. é que nunca se sabe...

José, o Alfredo disse...

dia mundial do alzheimer...

ana v. disse...

E que diferença faz, para os homens, se elas estão a fingir ou não? É que eu não vejo onde possa estar o problema...
:)

mike disse...

Não respondo pelo José, apenas por mim: não me importo que finjam. :)

fugidia disse...

Como?
Não se importa que finjam sobre o quê, Mister?
(inserir cara perplexa)

ana v. disse...

Claro que não se importa, Fugi. Nem o Mike nem nenhum homem, no fundo. Não costumam é reconhecer, porque acham que não lhes fica bem... (risos)
;)

mike disse...

Nem hesitei em reconhecer, Ana. :)
É uma questão inútil. E penso sempre que se uma mulher finge, terá as suas razões, não me cabendo a mim formar juízos de valor sobre isso. Prefiro acreditar que essas razões são as mais nobres. Não nos esqueçamos que quem finge, se quisermos colocar a questão neste ponto e parece-me ser leviano que o façamos, se engana primeiro a si próprio. :)

... don't know for sure disse...

Vou ver qualquer coisa da Ana Mariscal... (;*

Arquivo do blog