25.7.10

Colocaram um pecado capital no meu caminho.


Foi, definitivamente, a preguiça que se apoderou de mim. Por mais justificações, todas elas soando plausíveis, que dê a mim próprio sobre o meu afastamento da blogosfera, como por exemplo, a anormal carga de trabalho, a consequente falta de tempo e uma criteriosa redefinição das prioridades quotidianas, a preguiça desempenha um papel muito importante. Também há o cansaço e, como me dizia alguém há dias, quando estamos cansados, o corpo deixa de ser um instigador para passar a ser um mero executante. A mente, essa orienta-nos inteligentemente para o que deve e não para o que pode ser feito. Pelo menos a minha, e considero-a amiga. Mas a preguiça, que sempre considerei uma inimiga a combater ferozmente, foi posta, com argúcia, pela minha mente no meu caminho. Disse-me ela, a mente, quando discutíamos o assunto, naqueles momentos de solidão e silêncio de que falam, e melhor escrevem, a Luísa e a GJ: estás com problemas por ser um pecado capital? queres que te relembre outro que tenhas já cometido para te atenuar a culpa? não, obrigado, deixa estar assim, que há uns mais capitais que outros! e pelos vistos estás a lidar mal com a indolência… lido mal com ela mas neste caso está a saber-me bem… então porque não deixas que a preguiça se atravesse no teu caminho? é por causa da negligência? por teres pessoas que te querem bem e para quem o teu silêncio pode causar preocupação? também, creio que é principalmente por isso! então escreve, disse-me a mente, escreve sobre a preguiça. De caminho, porque é de caminhar que se trata, e me é imposta uma certa terapia por quem me ama, deixem que vos diga que já nem estou certo que este texto faça sentido ao falar de preguiça, de tão doridos estarem os meus gémeos e tão moídas estarem as minhas virilhas. Que raio de terapia esta, que transforma a areia molhada da praia quando o dia ainda é uma criança, em inimiga dos membros inferiores de um rapaz que já passou meio século de vida? Um dia destes pego na minha terapeuta e atiro-a, delicadamente, claro, para cima da prancha. Só para ter o prazer de ver o feitiço a virar-se contra a feiticeira.

10 comentários:

a tua terapeuta disse...

Deixa de resmungar e vamos passear, que hoje tem sido só... preguiça, homem :-D

Mike disse...

A pé? ó não! ó terapeuta outra vez a pé não... safa! ;-)

bacouca disse...

Mike,
Eu sei como são esses fisioterapeutas! Parecem-nos uns chatos mas são bem nossos amigos. Ajudam-nos a não cometer um dos 7 pecados capitais. Hoje dispensei o meu e estou de folga. Por isso não escrevo mais: vou comer um gelado de baunilha e noz em cima de uma fatia morna de apllestrughel (está mal escrito mas que se dane!)
Daqui a 45m dará para comungar...:(
Xi

Catarina disse...

Preguiça não é pecado quando está tanto calor. A terapeuta que não exagere, porque pode ir parar à prancha...

fugidia disse...

Xiiii, está mesmo cota, Mister... gémeos doridos, virilhas moidas?!
Hum, vejo que a sua terapeuta tem muito trabalhinho pela frente (riso fugidio)
:-D

Luísa disse...

Estou como a Catarina, Mike. A preguiça, neste calor, é a nossa defesa contra ele. O pior mesmo são as promessas não cumpridas. Que se esperam de quase todos, mas não de uns raros «eleitos». E eu já há duas semanas que não recebo – nem retribuo, por falta de oportunidade – votos de bom fim-de-semana! Está mal!!! ;-D

Mike disse...

Bacouca,

Depende das fisioterapeutas. Ajudam-nos a não cometer algus pecados, mas sugerem que se cometam outros. (risos)
Atire-se ao gelado, patrícia! Sem dó, nem piedade. :-)
Um xi.

...................................

Catarina,

Pode crer! De tanto esticar a corda, a fisioterapeuta ainda vai parar à prancha. ;-D

...................................

Fugidia,

Humprfftt!!!... ria-se, ria-se... humprfftt!!!

...................................

Luísa,

Que estocada, hein? eu sabia que a senhora não esperaria pela demora e que a cobrança haveria de chegar. ;-)
Mas sabe uma coisa? é uma estocada merecida. Vamos ver se não faço por merecer uma segunda. :-)

GJ disse...

Pois, pois Colega...Preguiça no corpo ainda vá, agora indolência na mente, nunca!
Vá lá buscar uma mine e deixe-se de tretas.;))

Mike disse...

Isto não vai lá com uma mine, Colega. Uma caneca ainda vá... (risos)

papoila disse...

Se eu compreendo bem, o que pode não estar a acontecer...não pode estar muito fora de forma!
A prancha, que tanto se fala por aqui, não é de surf????
Se for assim, uma caminhada até "aquece" para altos voos...