16.11.10

Acerca de comboios.

Também gosto de comboios, apesar de nunca ter chegado a estabelecer uma relação que possa ser apelidada de paixão. Fiquei a pensar, depois de um excelente texto da Luísa, o que nos poderá levar a relacionarmo-nos de uma forma para além da funcional, com alguns meios de transporte. Deve ser, porventura, por causa das sensações que cada meio de transporte nos transmite. E do que nós próprios somos. Os comboios, neste caso, creio serem os responsáveis por um conforto que vai para além do funcional, bem como uma sensação de segurança e de nos manter os pés bem assentes no chão. Ou as rodas nos carris, se bem me entendem. Resumindo, comboios significam conforto, segurança e uma sensação terrena. Tem a ver comigo, sem dúvida. Mas também me ajuda a explicar porque é que gosto mais de motas.

4 comentários:

Luísa disse...

Mike, o comboio é o meio de transporte ROMÂNTICO, por excelência. O barco também poderia sê-lo, mas o barco tem o «mal de mer»... E as motas? As motas são a aventura e a rebeldia dos diabretes da vida! ;-)))))

Rita Roquette de Vasconcellos disse...

Hi M
Ainda lá está o blazer À tua espera!!!!
O Walter de vez em quando sai à rua com ele...
eu zango-me!

Mas de nada adianta
saudades
bjs
R

Mike disse...

Tem razão, Luísa. Tem razão quanto ao meio de transporte romântico por excelência. Quanto às motas, acho que tem uma visão algo radical do assunto. ;-D

Mike disse...

Hi R. :-)
Pois está... é verdade. Mas não te zangues com o Walter que ele dá-lhe bom uso. ;-)
bjs.