1.8.13

Hoje.

Hoje.
Hoje lavei a alma. E a alma sorriu-me mais forte que ontem. 
Sorriu, tímida, com um sabor inesperado a sal. Hoje lavei a alma. 
Hoje voltei aqui, depois de mais de dois anos sem desconversar.
Hoje. E amanhã? Amanhã é amanhã, certo? 

3 comentários:

GJ disse...

Certo, Mike! Todos os lutos levam o seu tempo. Uns mais do que outros.

Mike disse...

:-)

fugidia disse...

:-)